DestaquesNacionalNotícias

Coronavírus: Brasil chega a 1.056 mortes e tem 19.638 pessoas infectadas

O número de óbitos decorrentes do novo coronavírus chegou a 1.056 nesta sexta-feira, segundo balanço do Ministerio da Saúde , enquanto a quantidade de pessoas diagnosticadas com a Covid-19 subiu para 19.638. No último balanço do governo, na quinta-feira, o total de infectados chegava a 17.857, com 941 mortes confirmadas.

De acordo com o novo balanço, foram registradas 1.781 novos casos da doença nas últimas 24 horas, um crescimento de 10% em relação ao número de ontem. De quarta para quinta, esse avanço foi de 12%. Já o número de mortes aumentou 12,2% de quinta para sexta. Foram registradas 115 novos óbitos decorrentes da infecção.

São Paulo continua sendo o estado mais afetado, com 8.216 casos e 540 mortes. Em seguida aparece o Rio de Janeiro, com 2.464 casos e 147 mortes. Na lista de estados com maior número de mortes, ainda aparecem Pernambuco (65), Ceará (58) e Amazonas (50). O terceiro em número de casos confirmados é o Ceará: 1.478. Depois aparecem Amazonas (981) e Minas Gerais (698).

A região Sudeste continua com o maior número de casos confirmados até o momento: são 11.678. Em seguida vem o Nordeste, com 3.528 diagnosticados. Depois vem o Sul (1.972), o Nortes (1.505) e o Centro-Oestes (944).

Em relação à letalidade, comparação entre o número de casos pelo número de óbitos, o índice está em 5,4%, o que indica que, para cada 100 pessoas infectadas, 5 morreram. Essa taxa vem crescendo nos últimos dias – na sexta-feira passada ela estava em 4%.

Das 1.056 mortes, 849 tiveram sua investigação concluída. Dessas, são 494 homens e 355 mulheres. Por idade, 77% tinham 60 anos ou mais, assim distribuídos:

  • 1 morte entre 0 e 5 anos
  • – 3 mortes entre 6 e 19 anos
  • – 9 mortes entre 20 e 29 anos
  • – 40 mortes entre 30 e 39 anos
  • – 59 mortes entre 40 e 49 anos
  • – 104 mortes entre 50 e 59 anos
  • – 198 mortes entre 60 e 69 anos
  • – 211 mortes entre 70 e 79 anos
  • – 176 mortes entre 80 e 89 anos
  • – 48 mortes entre 90 anos ou mais

Além disso, 74% tinham algum fator de risco. Entre os mortos, 418 tinham alguma doença do coração, 308 sofriam de diabetes, 101 de pneumopatia, 69 de doença neurológica, 59 de doença renal, 53 de imunodepressão, 39 tinham obesidade, e 24 asma. A soma dá mais de 849 porque uma mesma pessoa pode ter mais de uma enfermidade. O boletim também tem dados de óbitos e hospitalizações graves por cor. Os brancos respondem por 64,5% dos óbitos e 73,9% das hospitalizações. Os pardos são 28,5% dos mortos e 18,9% dos hospitalizados. Os pretos são respectivamente 4,3% e 4,2%. Os amarelos respondem por 2,5% dos mortos e 2,8% dos internados graves. Por fim, os indígenas são 0,2% nos dois casos. Nessa conta, já estão excluídos 341 óbitos e 1.942 internações com “raça/cor ignorada”.

Veja os números por estado:

Região Norte  – 1.505 casos e 68 mortes

Acre – 60 casos e 2 mortes Amazonas – 981 casos e 50 mortes Amapá – 166 casos e 2 mortes Pará – 170 casos e 9 mortes Rondônia – 32 casos e 2 mortes Roraima – 63 casos e 3 mortes Tocantinss  – 23 casos e 0 morte

Região Nordeste – 3.528 casos e 194 mortes

Alagoas – 45 casos e 3 mortes Bahia – 604 casos e 19 mortes Ceará – 1.468 casos e 58 mortes Maranhão – 293 casos e 16 mortes Paraíba – 79 casos e 11 mortes Pernambuco – 684 casos e 65 mortes Piauí – 40 casos e 7 mortes Rio Grande do Norte – 263 casos e 11 mortes Sergipe – 42 casos e 4mortes

Região Sudeste  – 11.678 casos e 711 mortes

Espírito Santo – 300 casos e 7 mortes Minas Gerais – 698 casos e 17 mortes Rio de Janeiro – 2.464 casos e 147 mortes São Paulo – 8.216 casos e 540 mortes

Região Centro-Oeste – 955 casos e 26 mortes

Distiro Federal  – 555 casos e 14 mortes Goiás – 191 casos e 8 mortes Mato Grosso do Sul – 97 casos e 2 mortes Mato Grosso – 112 casos e 2 mortes

Região Sul – 1.972 casos e 57 mortes

Paraná – 643 casos e 25 mortes Rio Grande do Sul – 636 casos e 14 mortes Santa Catarina – 693 casos e 18 mortes

O Globo

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar